‘Desacelere’ o dia a dia com sete alimentos que amenizam o estresse

O estresse é um fator presente na vida moderna e a sobrecarga de responsabilidades pesa no corpo. Conheça alimentos que reduzem esse problema


A agitada rotina do mundo moderno cada vez mais “cobra seu preço”. A correria e a necessidade de se dar conta de família, da vida social, do trabalho, dos estudos…Ufa, cansou só de ler, né? E o pior é que muita gente acaba descontando todo esse estresse na comida. E aí é uma enxurrada de doces, guloseimas, sorvetes e frituras. Mas calma lá, colega! Esse hábito só vai piorar sua saúde – e ainda te deixar mais estressado.

Por isso, selecionamos sete alimentos que podem, sim, amenizar o estresse e a ansiedade. Eles possuem ativos em suas fórmulas que tem potencialidades calmantes e que aumentam a sensação de bem-estar e até mesmo de felicidade.

'Desacelere' o dia a dia com sete alimentos que amenizam o estresse

Foto: Reprodução/ internet

Frutas vermelhas

As frutas vermelhas são ricas em antioxidantes, que previnem o envelhecimento precoce das células. A morte celular e esse envelhecimento podem ser causados, em grande parte, por conta do estresse elevado. Ainda por cima, elas causam pouca fermentação e gases no intestino, facilitando a digestão, um processo claramente afetado pela tensão.

Maracujá

A fruta em si não tem tantas propriedades quanto as folhas. As folhas do maracujá contêm alcaloides e flavonoides, substâncias depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC), responsável pela sensibilidade e pela consciência, atuando, portanto, como analgésicos e relaxantes musculares.


Peixes oleosos

O ômega-3 presente nesses peixes age diretamente no SNC, melhorando o humor. Eles ainda favorecem a produção de neurotransmissores importantes para a memória, controle do estresse de outros distúrbios emocionais.

Banana

Um estudo feito por pesquisadores do Instituto de Pesquisas de Alimentos e Nutrição das Filipinas comprovou que esta fruta ajuda no combate da depressão e da ansiedade, sintomas causados pelo estresse excessivo. Tudo isso, graças ao elevado nível de triptofano presente na fruta, que auxilia na produção da serotonina.

Chocolate amargo

E falando em serotonina, o “hormônio da felicidade”, aqui está o famoso chocolate amargo. Com uma concentração de cacau superior a 70%, é rico em flavonoides. Além disso, induz a produção da serotonina, diminuindo o estresse e elevando o bem-estar. Segundo um estudo, porções moderadas desse chocolate não alteram o peso e nem as taxas de açúcar.

Espinafre

O espinafre contém folato (ácido fólico), um potente antidepressivo natural. Segundo um estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, o cérebro consome muita energia para funcionar, o que resulta na sobra de resíduos químicos oxidantes. Alimentos como o espinafre eliminam esses resíduos, “desenferrujando” o cérebro.

Camomila

Tá aí, um velho conhecido. A camomila já tem o efeito calmante, mas ainda possui outros benefícios. Melhora a digestão, e é rica em apigenina – antioxidante que induz a morte de células alteradas –, reduzindo, assim, o risco de câncer.


Reportar erro