Conheça os benefícios da aloe vera para o organismo

O aloe vera, também conhecido como babosa, foi muito usado pelas civilizações antigas. Era transportada…


O aloe vera, também conhecido como babosa, foi muito usado pelas civilizações antigas. Era transportada por soldados para ser utilizada como medicamento de primeiros socorros nas guerras. Assim como outras plantas suculentas, a babosa é capaz de sobreviver em climas áridos e desérticos por ter um armazenamento de água. É uma das plantas medicinais mais importantes que existem. Seus benefícios podem ajudar na prevenção e tratamento de muitas doenças. O uso de suplementos que contém esta planta, no Brasil, é proibido, no entanto, pode-se fazer uso de seus benefícios por meio da própria planta.

Conheça os benefícios da aloe vera para o organismo

Foto: Reprodução

Benefícios

O gel da babosa é composto de gliconutrientes de cadeia longa, denominados polissacarídeos, enzimas, terpenos, glicoproteínas e glicosídeos fenólicos. Neste gel estão presentes propriedades antivirais, bactericidas e fungicidas, além de conter centenas de fito químicos que concedem os seus efeitos medicinais. A planta auxilia na prevenção dos tumores cancerígenos, reduz os índices de colesterol ruim, dissolve pedras no rim e protege contra a cristalização dos oxalatos dos cafés e chás, alcaliniza o sangue, trata úlceras, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, reduz a pressão sanguínea, acelera a cura de queimaduras físicas e radioativas, é útil para constipação, estabiliza os níveis de açúcares no sangue, previne e trata infecções causadas pela bactéria da cândida. Além de tudo isso, ainda protege o fígado, funciona como isotônico natural, aumenta o desempenho cardiovascular e a resistência física, hidrata a pele, acelera o processo de cicatrização, aumenta a oxigenação sanguínea e protege o corpo contra o estresse oxidativo.


Como extrair o gel da planta?

A planta que pode ser facilmente cultivada em casa pode ter seu gel extraído no mesmo ambiente. Para isso, você deve escolher a folha que estiver abaixo de todas as outras, e removê-la com cuidado. Assim que cortá-la, começará a escorrer uma resina amarela, que posteriormente torna-se vermelha. Espere alguns segundos com a folha na vertical para que toda essa resina saia.

Coloque a folha em uma tábua de alimentos e corte o meio da parte côncava da folha, segurando a faca paralelamente à tábua de cortar, evitando ao máximo cortar o gel. Comece da parte grossa e vá até a fina. Dessa forma, vá retirando a casca da folha, até deixar apenas uma casca como base. Em seguida, cuidadosamente, corte o gel da casca. Cuide para que não haja nenhum resquício da casca no gel, uma vez que não é aconselhável o seu consumo. Esta parte de gel retirada é a que deve ser consumida ou aplicada em ferimentos.


Reportar erro