Conheça as propriedades da Aroeira e como ela beneficia a saúde!

Por Redação

A aroeira é uma árvore de tradição na medicina popular do nordeste brasileiro, especialmente usada por mulheres, na higiene íntima e no pós-parto, a árvore também tem outras propriedades:

Trata

Também é aconselhada para

  • nos casos de atonia muscular,
  • distensão dos tendões,
  • artrite,
  • fraqueza dos órgãos digestivos,
  • tumores.
  • Usada comumente em massagens para combater afecções reumáticas e tumores linfáticos;
  • As folhas tem propriedades balsâmicas e são usadas para curar úlceras.
  • Já as cascas tem efeitos adstringentes e são usadas contra as hemoptises e a diarreia, quando se usam 100 gramas para 1 litro de água. Pode-se adoçar com açúcar. Tomam-se 3 a 4 colheres de sopa ao dia.
  • Usada também contra a ciática, a gota e o reumatismo.

A escassez desta árvore

A aroeira é uma árvore que corre risco de extinção, apesar de suas muitas propriedades e de ser usada há tanto tempo, desde que sua madeira foi considerada uma das mais resistentes, passou a ser explorada para a construção de casas e móveis ou para outros usos, como externos. Sendo muito utilizada em moirões, postes, vigas, etc. Os cientistas vem unindo esforços para manter viva esta espécie que já foi abundante no semiárido brasileiro, por isso, investem em muitas pesquisas e descobriram, por exemplo, que o princípio ativo encontrado na entrecasca da árvore é o mesmo e com a mesma concentração do que o que se encontra no broto! Sendo um poder adstringente e antiinflamatório muito grande.

Antes usada apenas pela população, especialmente a feminina, a árvore ganhou o aval da ciência sobre suas propriedades e, atualmente, até os médicos a recomendam! Cientistas da Universidade Federal do Ceará criaram dois medicamentos a partir da árvore: um xarope, que chamam de elixir e o outro é uma pomada para tratar problemas ginecológicos.

Identifique o tipo certo do qual estamos falando…

Aroeira-mansa

Aroeira-mansa | Imagem: Ives Clayton Gomes dos Reis Goulart

A aroeira que oferece estes benefícios é a aroeira-mansa, ou vermelha, não deve ser confundida com os outros tipos de aroeiras, como a brava ou aroeira-branca, que são cáusticas e podem causar reações alérgicas ou irritações de pele até mesmo pelo cheiro ou pelas partículas que se desprendam da árvore ao serem cortadas. A seiva da madeira cortada ou até mesmo a terra próxima às suas raízes também podem ocasionar reações como urticária, para casos como este, pode-se usar o chá da aroeira-mansa para tratamento! Também são eficazes em casos de erisipela ou outras moléstias causadas por bactérias e que se manifestam em forma de edemas ou alergias.

Existem outras espécies: aroeira do campo, a rasteira,  lentisco e almecegueira; a mole e outras. Estas apresentam os mesmos efeitos curativos.