Conheça as principais doenças de pele que aparecem no inverno

As baixas temperaturas podem causar uma série de complicações para a pele. Veja os mais recorrentes


Amada por uns, detestada por outros, a época das baixas temperaturas pode evidenciar o aparecimento de alguns problemas de saúde, principalmente no que diz respeito à pele. Ela está exposta a essas variações e pode sofrer com ressecamento e falta de brilho e até aquele aspecto de envelhecimento.

No Brasil, apenas algumas regiões apresentam clima mais frio se comparado ao restante do país. Já em relação a característica principal, o clima frio e seco impera. Ao contrário do que muita gente imagina, o uso do protetor solar é tão importante quanto nos dias de sol. Isso acaba ajudando na proteção e hidratação da pele.

Para manter o brilho, vigor, flexibilidade, elasticidade e ainda por cima prevenir o envelhecimento é necessário uma dose extra de hidratação, mas a preocupação não pode ser somente com a beleza. Há também aqueles probleminhas que se aproveitam das baixas temperaturas para incomodar as pessoas.

Conheça as principais doenças de pele que aparecem no inverno

Foto: depositphotos

Veja quais são os problemas de pele mais comuns do inverno

De acordo com a dermatologista Michele Haikal, alguns problemas de pele aparecem com certa frequência no inverno. Para facilitar o conhecimento das pessoas, ela preparou uma lista com os principais deles. Preste atenção as orientações e tente preservar a saúde da sua pele:

Psoríase

Esse tipo de doença se manifesta na pele através de placas avermelhadas com escamas grossas nos joelhos, cotovelos e couro cabeludo. Mas esse problema não se restringe apenas a essas áreas. Dependendo do tipo, a psoríase pode se espalhar por todo o corpo.


Trata-se de uma doença autoimune e crônica que dependendo de fatores ambientais como o stress (alterações do cortisol), o frio, banhos quentes, pouca hidratação e, principalmente, pela falta de exposição ao sol e pelo ressecamento da pele, pode ser agravada no inverno.

Dermatite atópica (ou eczema atópico)

Esse tipo de doença é alergia e crônica. Entre as principais características estão a coceiras e lesões mais sérias, que podem formar crostas e soltar secreções. Esse tipo de lesão piora no inverno porque as pessoas que desenvolvem a doença já têm uma deficiência de barreira lipídica na pele, fator que se agrava com o tempo seco.

Rosácea

Doença de pele comum, causada por microvasos na superfície da pele que inflamam. Os sintomas envolvem áreas de flushing (vermelhidão e forte rubor) na pele, lesões granulomatosas, pápulas, pústulas, especialmente nas bochechas, nariz, testa e queixo. Com o tempo seco as micropartículas de poeira e poluição ficam em suspensão no ar e irritam mais esses microvasos, fazendo com que eles se espelhem.

Xerose cutânea

Uma das principais características dessa doença é a pele excessivamente seca. Isso é causado pela falta de água na pele, que pode ser decorrente do envelhecimento (xerose senil) ou por doenças subjacentes como hipotireoidismo, ictiose, diabetes, podendo tornando-se áspera, grosseira ou descamar.

Cuidados

Na identificação de qualquer um dos sintomas apresentados anteriormente, o dermatologista deve ser consultado. Ele é o profissional mais indicado para tratar desses casos específicos ligados a saúde da pele. Para as doenças que não apresentam cura, o profissional pode recomendar um tratamento que vai controlar os casos, proporcionando melhor qualidade de vida para o paciente.


Informar erro