Como melhorar a alimentação da minha família?

Quer melhorar a alimentação da família, mas não sabe como? Confira algumas dicas valiosas que vão ajudar nos hábitos para ter a partir de hoje


A saúde familiar é algo que preocupa bastante os pais. Comer bem e introduzir hábitos alimentares saudáveis para os filhos não é tarefa fácil e precisa de dedicação, tempo e paciência para gerar bons resultados. Pensando em ajudar, preparamos algumas dicas valiosas que vão melhorar a alimentação da família consideravelmente.

Imagem de família se alimentando em mesa

Foto: Depositphotos

Hábitos para dar adeus e para adotar

Tchau, lanches industrializados…

É comum que muitas crianças levem nas lancheiras um salgadinho de saquinho ou um biscoito recheado para a escola junto a uma latinha de refrigerante. Esse hábito deve acabar imediatamente. Os lanches processados e embalados são ricos em químicos que não fazem bem nenhum à saúde, além de contribuírem com a obesidade.

Olá, lanches caseiros!

Invés de apostar nos lanchinhos prontos que encontramos no supermercado, opte por fazer a merenda de seus filhos. Pode ser um sanduíche natural, uma salada de frutas ou um mingau bem apetitoso.

Adeus, comida pré-cozida…

Na correria do dia a dia pode ficar bastante difícil encontrar tempo para preparar as refeições da família. Assim, recorremos aos pratos pré-cozidos, como pizzas de caixinha, lasanhas e hambúrgueres. Essas opções não são as melhores, pois contém muitos conservantes e sal.


Vai de marmita!

Quando as atividades do cotidiano não dão tempo de cozinhar, aposte em comprar marmitas frescas de distribuidores confiáveis. Assim, não precisará sair da dieta balanceada e apostar em alimentos industrializados.

Pega leve no açúcar

O açúcar é um grande vilão frente à alimentação. Ele suprime o sistema imunológico, causa diabetes tipo 2, cria vícios, dá margem à obesidade e ainda prejudica as habilidades cognitivas das pessoas se consumido em excesso. Portanto evite o consumo de açúcares no cardápio familiar o máximo possível sempre lembrando que esse ingrediente está contido em vários alimentos que sequer são doces.

Dicas da Kapim para os pequenos

Nutróloga responsável pelo reality show infantil “Socorro, Meu Filho Come Mal” do canal de TV por assinatura GNT, Gabriela Kapim deixa dicas valiosas para a boa alimentação dos pequenos na família:

  • Ajudar no preparo das refeições: isso faz com que a relação da criança com o alimento mude, pois ela passa a dar valor àquilo que fez com suas próprias mãos;
  • Comer sentado à mesa: isso ajuda até na comunicação familiar e é quando os pais poderão ficar de olho no que o filho está colocando no prato;
  • Experimentar alimentos diferentes: dar incentivo para que os pequenos provem novos sabores naturais é ótimo, pois sai da rotina;
  • Deixe seu filho comer sozinho: a partir de certa idade, a criança já tem coordenação motora suficiente para se alimentar sem que os pais levem a colher na boquinha;
  • Coloque cinco cores no prato: incentive os filhos a colorirem o prato com alimentos ricos em nutrientes diversos;
  • Coma sem distrações: evite deixar os pequenos comerem enquanto a TV estiver ligada. Dar atenção ao que está comendo é muito importante!

Reportar erro