Como evitar e tratar a foliculite naturalmente

A foliculite é uma inflamação de um ou mais folículos capilares e pode ocorrer em…


A foliculite é uma inflamação de um ou mais folículos capilares e pode ocorrer em qualquer região da pele, sendo mais comum na virilha. Causada pela bactéria Pseudomonas aeruginosa, um dos danos causados pela foliculite são os pelos encravados. Ela pode se desenvolver ao banhar-se em banheiras não muito limpas, em hidromassagens ou por um depilador que foi utilizado várias vezes seguidas.

Como evitar a foliculite?

Existem dicas simples que podem ajudar na hora de se prevenir contra a foliculite. Veja a seguir:

  • Caso as lesões (semelhantes às lesões da acne) já tenham aparecido na pele, use um sabonete antisséptico nas áreas atingidas;
  • Evite ficar sentado(a) durante muito tempo e o uso de roupas/calças muito justas, pois isso dificulta que a pele respire de forma adequada, o que pode causar ou piorar a foliculite;
  • Durma com roupas mais folgadas e preferencialmente sem roupas íntimas. Caso isso não seja possível, opte pelas de algodão;
  • Evite tecidos que retêm o suor, dando preferência aos de algodão;
  • Faça compressas mornas para promover a drenagem dos folículos afetados;
  • A depilação a laser definitiva é a melhor opção na hora de se depilar, pois diminui as chances dos pelos encravarem.
Como evitar e tratar a foliculite naturalmente

Foto: Reprodução


Métodos naturais para tratar a foliculite

Além das dicas para evitar o aparecimento da foliculite, existem alguns tratamentos caseiros para tratar o problema naturalmente. Vale ressaltar que, durante o tratamento, é indispensável descontinuar a depilação da região afetada.

  • Faça aplicação tópica de compressas mornas, embebidas em antissépticos. Você pode usar o sumo de folhas de sálvia ou suco puro de gengibre. Estas aplicações devem ser repetidas, caso seja possível, 4 vezes ao dia, com duração de meia hora cada;
  • A infecção pode ser eliminada com o auxílio de alguns destes produtos naturais: alho, aparina (erva também conhecida como amor-dos-homens) e chá de equinácea. Os especialistas recomendam o consumo de 3 dentes de alho todos os dias, que também podem ser substituídos por cápsulas. A aparina pode ser consumida na forma de chá ou aplicada sobre a pele;
  • Para evitar as cicatrizes, aplique óleo essencial de tomilho, de bergamota ou de alfazema na pele previamente limpa. Faça este procedimento todas as manhãs;
  • Até a cura, um bom procedimento é tomar banho com sabonetes antibacterianos.

Reportar erro