Chás – contra indicações

Por Redação

Chá

Apesar de naturais e parecerem inofensivos por seu efeito homeopático, os chás também podem apresentar efeitos colaterais, alguns bastante perigosos para a saúde! | Foto: Reprodução

Os chás medicinais são usados de forma indiscriminada, na maioria das vezes e sem muita preocupação quanto à dosagem e indicação e isso pode ser perigoso, já que tem propriedades medicinais e podem afetar nosso organismo e causar o mal ao invés de curar alguma dor ou mal-estar.

 

A ANVISA alerta para os cuidados que se devem ter com a procedência dos chás, com sua conservação e também com a aplicação medicinal e dosagem, já que muitas pessoas, ao apresentarem alguma indisposição, preparam qualquer chá que encontrem na despensa e bebem, sem saber ao certo para que ele serve! Assim também é com a dosagem, tem quem beba chá em lugar de água, então, passam o dia inteiro bebendo uma quantidade absurda de algum chá que, certamente, causará efeitos nocivos. Este é um bom exemplo dos usuários de chás diuréticos, que bebem litros do chá para emagrecer e não sabem que, com isso, estão (literalmente) despejando fora os sais minerais imprescindíveis ao organismo!

 

Os chás podem ser provenientes de hortas e jardins caseiros, podem ser industrializados, vendidos em saquinhos ou caixinhas e ainda há os chás comprados em feiras, o que pode oferecer certo perigo se a pessoa não conhecer a aparência das plantas e seu uso terapêutico, além da dosagem recomendada. Ao contrário dos chás industrializados, que são regularizados e tem instruções de uso nas embalagens, oferecendo menos risco de se usar um produto de procedência duvidosa, sem saber a quantidade certa para o preparo.

 

Alguns chás oferecem perigo porque, associados a outras substâncias, até a medicamentos, podem potencializar certos efeitos ou reduzi-los, além disso, há chás inapropriados para crianças, lactantes ou gestantes, etc. Então, o primeiro cuidado ao pensar em beber um chá, é pesquisar a respeito, saber quais são as indicações desse chá e se há a famosa contra indicação, principalmente em casos delicados, como pessoas com doenças crônicas ou graves, gestantes e crianças, como já se mencionou.

Veja exemplos de chás que possuem contra indicações, segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária):

CARQUEJA - muito usada nos problemas digestivos e também como diurético, não pode ser utilizada por gestantes, já que causa contrações do útero, também deve ser evitada junto com remédios para diabete e hipertensão, pois causa reações adversas.

 

ALCACHOFRA - também usada para problemas digestivos, deve ser evitada por quem tem problemas hepáticos.

 

CAPIM-LIMÃO - é utilizado em casos de insônia e ansiedade, pois é excelente calmante, só não deve ser consumido com drogas sedativas para não ter seu efeito potencializado.

 

CAMOMILA - quando usada em excesso, o chá pode causar náuseas e insônia.

 

HORTELÃ PIMENTA - é indicada para cólicas e casos hepáticos, mas não deve ser usada, nem na amamentação, nem em pacientes com problemas hepáticos graves.

 

CAVALINHAusada em excesso, causa irritação gástrica; no sistema urinário e ainda reduz a vitamina B1 no organismo. Pessoas que sofrem com insuficiências cardíaca ou renal, tem os sintomas dessas doenças agravados ao ingerirem o chá, portanto, não devem tomá-lo!

 

CANELA - costuma ser usada em casos de indigestão, falta de apetite e cólicas, só não pode ser usada por gestantes, pois pode causar aborto.

 

POEJO - é um excelente expectorante e muito usado nos casos de doenças respiratórias, mas deve ser evitado durante a amamentação ou gravidez e para crianças menores de seis anos. O uso contínuo ou em grandes quantidades, causa danos ao fígado.