Chá de valeriana – benefícios do e como preparar

Por Redação

Valeriana ("erva-dos-gatos")

“Erva-dos-gatos” | Imagem: Reprodução

Para que serve a valeriana?

A valeriana (valeriana  officinalis) é uma planta de muita utilidade nos quadros de insônia ou outros problemas relacionados ao sono, pois ela relaxa, ajuda a dormir ou a ter uma boa noite de sono, sem a sensação de desorientação ao despertar, comum ao se usar um sonífero químico. Também é uma auxiliar poderosa para quem está tentando se livrar de algum vício, como o tabagismo, pois funciona como um ansiolítico, por isso, é especial para ser usada em casos de ansiedade e estresse. Para aquelas pessoas que são hiperativas, não conseguem relaxar quase nunca, atua no sistema nervoso e acalma, sendo excelente para alívio da musculatura tensionada e não interfere na concentração.

Há registros de que a planta já fosse usada por incas como unguento para massagens e os anglo-saxões a utilizassem como tratamento do sistema nervoso.

O chá de valeriana também pode ser usado em casos de distúrbios da menopausa, feridas, enxaquecas, espasmos estomacais e intestinais.

Efeitos comprovados do chá das raízes desta planta

Esta é a única planta que tem seus efeitos soníferos comprovados por numerosos estudos, tendo suas raízes efeitos equivalentes aos dos medicamentos químicos, tendo a vantagem de apresentar menos reações colaterais e nenhum risco de dependência, ao contrário dos químicos.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) também reconhece as propriedades da valeriana para tratamento de ansiedade. Os efeitos dessa planta são um pouco mais demorados do que os de soníferos químicos.

Uma curiosidade é que ela é conhecida popularmente como “erva-dos-gatos”, porque causa um efeito enlouquecedor nesses animais, deixando-os em estado de euforia ou excitamento, portanto, não é conveniente deixar a planta em contato com os gatos.

É comum a associação da valeriana, através de cápsulas ou comprimidos, ao lúpulo para facilitar ainda mais o adormecimento.

A planta pode ser utilizada através de infusão, de tintura, de decocção da raiz, que é mais forte do que o chá de valeriana e também é comercializada em cápsulas ou comprimidos, como o medicamento Sominex.

Deve-se ter cuidado com o uso prolongado, já que pode causar dores de cabeça ou estado de sonolência.

Como preparar o seu chá

  1. Ferver uma xícara de água;
  2. Desligar o fogo e acrescentar uma colher de chá das raízes e do caule de valeriana e deixar em infusão, tampada, por cinco minutos e coar.
  3. Tomar uma xícara dessa infusão de uma a três vezes ao dia.

Obs.: Gestantes não devem tomar o chá; não se deve utilizar por mais de dez dias, após esse tempo, fazer um intervalo de trinta dias sem tomá-lo.