Chá de rosa-rubra – Benefícios e propriedades

A rosa-rubra, de nome científico Rosa gallica, é uma planta medicinal também popularmente conhecida como…


A rosa-rubra, de nome científico Rosa gallica, é uma planta medicinal também popularmente conhecida como rosa-francesa, rosa-vermelha, rosa de jérico e outras denominações, pertencente à família das Rosaceae. Nativa da Europa central e da Ásia (incluindo a Ásia ocidental, a Turquia), a rosa-rubra apresenta folhas geralmente com cinco folíolos ovados ou orbiculares e suas flores são grandes, de coloração vermelho vivo; os frutos geralmente apresentam cores brilhantes que variam de laranja a vermelho até púrpura, e são muito atrativos para os pássaros.

Muitas vezes apresentada nas formas de chá ou água de rosas, a planta possui um efeito tônico sobre a pele, sendo amplamente utilizada na produção de cosméticos e perfumaria. Inclusive, a rosa-rubra é uma das espécies de rosa mais cultivadas para a produção de perfumes. Os principais componentes deste pequeno arbusto são os óleos essenciais (geraniol, cintronelol) e taninos. As partes utilizadas são as pétalas da rosa (flores). Confira a seguir as propriedades e os benefícios do chá de rosa-rubra.

Chá de rosa-rubra - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

As propriedades medicinais

A rosa-rubra possui ação adstringente e cardiontônico.

Os benefícios e as indicações de uso

O chá desta planta traz benefícios e é indicado para o tratamento nos seguintes casos:


  • Resfriados;
  • Bronquite;
  • Gastrite;
  • Diarreia;
  • Depressão (calmante);
  • No uso externo, o chá de rosa-rubra é empregado no tratamento de infecções oculares, dores de garganta, feridas leves e problemas de pele;
  • Leucorreia;
  • Aftas (óleo essencial);
  • Antisséptico local;
  • Atonia digestiva.

Como utilizar a rosa-rubra?

Esta planta pode ser utilizada de várias maneiras:

  • Chá (infusão) de pétalas de rosa;
  • Água de rosas;
  • Xarope de rosas;
  • Mel de rosas.

Chá de rosa-rubra

Para preparar o chá de rosa-rubra, basta adicionar três colheres de sopa da planta a ½ litro de água. Assim que a água alcançar fervura, desligue o fogo. Tampe o recipiente e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Após esse período, é só coar e beber. A indicação de consumo é de duas a três xícaras do chá ao dia.

Para tratar afecções da garganta e da boca, a indicação é fazer gargarejos, com a medida de 6 gramas da planta em um copo de água fervente.

Contraindicações

Nenhuma contraindicação foi encontrada na literatura consultada, mas lembre-se sempre de consultar um especialista antes de iniciar um tratamento com qualquer medicamento, ainda que natural.


Reportar erro