Chá de lúpulo – Benefícios e propriedades

A Humulus lupulus (lúpulo) é uma liana europeia pertencente à família cannabaceae, a mesma da…


A Humulus lupulus (lúpulo) é uma liana europeia pertencente à família cannabaceae, a mesma da maconha. É uma espécie de vegetal predominante de regiões frias. O lúpulo é considerado uma planta trepadeira. Suas espécies femininas são responsáveis por produzir inflorescências globulosas – em formato de uma pinha – quando o fruto está amadurecido. Segundo relatos históricos, hebreus antigos usavam essa planta na tentativa de evitar o crescimento da peste bubônica (peste negra).

Chá de lúpulo - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Benefícios

Indicado principalmente para auxiliar no tratamento de transtornos como agitação, ansiedade, perturbações do sono e até mesmo como agente antiespasmódico em situações de cólicas menstruais, o lúpulo também possui eficácia contra vários outros problemas que afetam a saúde humana. Confira:


  • Anorexia
  • Diarreia
  • Caspa
  • Cistos
  • Dismenorreia
  • Dores de cabeça, de dente, de estômago, de ouvido, entre outras
  • Erupção cutânea
  • Feridas
  • Flatulência (gases intestinais)
  • Histeria
  • Indigestão
  • Lepra
  • Tosse
  • Tensão
  • Tuberculose
  • Tumores
  • Doença de Crohn
  • Inquietude
  • Irritação intestinal

Lúpulo e suas propriedades

Dotada de inúmeras propriedades medicinais, essa planta é age como potente anódino, anafrodisíaco, antibacteriano, antiespasmódico, antisséptico, diurético, fitoestrogênio, febrífugo, galactagogo, emenagogo, laxante, hipnótico, nervino, relaxante muscular, soporífero, tônico amargo e sedativo.

Receita

Para fazer o chá de lúpulo utilize os cones da erva, aqueles semelhantes a flores. Adicione em uma xícara com água fervente uma colher das de chá com o lúpulo e deixe descansar por cerca de 10 minutos. Em seguida coe e beba, de preferência antes e dormir.

Efeitos adversos e contraindicações

Sonolência e diminuição da libido são os principais efeitos colaterais que podem ser causados pelo consumo em excesso do lúpulo. Essa erva é contraindicada para mulheres gestantes e também durante o período de amamentação, além de pessoas com câncer e diabéticos.


Reportar erro