Casca de maracujá – conheça os benefícios de sua farinha

Por Daiane Silva

Farinha da casca do maracujá

Detalhes dos benefícios e passo a passo do preparo | Imagem: Reprodução

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro, criaram a poderosa farinha das cascas de maracujá, um complemento riquíssimo em fibras que ajuda na digestão e emagrece! Mas não é apenas isso que oferece essa farinha, veja quais os benefícios que se pode conseguir com o consumo diário da farinha das cascas de maracujá:

  • reduz os níveis de colesterol;
  • melhora a função gastrintestinal;
  • ajuda no emagrecimento, eliminando as gorduras do organismo.

Mas, além da importante tarefa emagrecedora, a farinha vem sendo muito usada por outro motivo importante: ela previne e controla a DIABETE!

Combate e previne diabete e ainda emagrece!

A fruta contém alta concentração de pectina, que, quando é ingerida, transforma-se em um gel, que “forra” o estômago e não é absorvido pela digestão e acaba carregando consigo as gorduras e a glicose presentes nos alimentos, eliminando-os nas fezes. Na farinha, a quantidade de pectina chega a 20%, o que garante um excelente resultado, inclusive para o emagrecimento, já que, como se torna um gel, produz sensação de saciedade e assim, potencializa os efeitos emagrecedores da eliminação de gorduras.

Como deve ser usada a farinha de casca de maracujá?

A farinha de casca de maracujá pode ser acrescentada à água ou suco e também polvilhada sobre a comida e deve ser consumida, preferencialmente, meia hora antes do almoço e do jantar. O detalhe é que ela não pode ser cozida, sob risco de perder propriedades com o cozimento, pois esses efeitos ainda não foram estudados. Também quanto à quantidade a ser consumida, os pesquisadores não chegaram a um consenso absoluto a respeito, mas, a princípio, a indicação é que se consuma duas colheres de sopa ao dia.

O consumo máximo dessa farinha ao dia é de 30g e uma colher de sopa contém 3,5g, portanto, as duas colheres consumidas ao dia estarão longe do valor recomendado como limite.

Esse consumo máximo não pode ser ultrapassado para que as fibras presentes não causem diarreia e, consequentemente, haja uma perda de nutrientes do organismo.

Cuidado na hora da compra

A farinha vem sendo oferecida em diversas marcas, em diversos sites, desde que seus efeitos emagrecedores e contra a diabete foram divulgados, mas é bom tomar muito cuidado com as fórmulas oferecidas, já que algumas são preparadas com uma parte da casca que não contém muita pectina, o que reduz ou acaba com seus poderes benéficos à saúde. Ao comprar qualquer desses produtos industrializados, é importante saber se são aprovados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o que torna seu consumo seguro.

Prepare em casa!

Esta farinha tão especial, pode ser preparada em casa, se você dispuser de algum tempinho! Assim, você garantirá que a farinha consumida seja a adequada, preparada de modo correto e com os efeitos de emagrecimento e também como tratamento da diabete garantidos! Apenas um inconveniente na receita caseira: ela rende pouco! São necessárias várias fornadas para garantir o consumo diário!

Outra coisa importante que convém lembrar é que, apesar dos bons resultados sobre a glicose, as pessoas diabéticas sempre devem ter acompanhamento médico e o tratamento medicamentoso receitado por ele não deve ser abandonado, a não ser sob prescrição desse profissional.

Veja como o preparo da farinha de casca de maracujá é simples

  1. Selecionar maracujás firmes e sem rugas, retirar a polpa e partir as cascas ao meio ou em mais pedaços;
  2. Colocar as cascas em assadeira e levar ao forno médio, por 30 minutos, mexendo de vez em quando;
  3. Assim que as cascas estiverem torradas, retirá-las do forno e batê-las no liquidificador. Se restarem alguns grumos, devem ser peneirados.
  4. A farinha deve ser guardada em um vidro limpo, seco e bem fechado, ao abrigo de calor!