Boa forma: a relação benéfica entre cafeína e performance

A cafeína é capaz de reduzir a percepção de esforço ao exercício físico, aumentar a concentração nos treinos e retardar a fadiga


A cafeína é o estimulante mais ingerido no mundo, presente no café, mate, chá verde e em bebidas a base de cola. É considerada de baixo risco para a saúde humana e, há algum tempo, passou a ser bastante consumida por atletas, devido aos vários benefícios que proporciona para a prática esportiva.

Neste artigo, saiba mais sobre a relação benéfica entre a cafeína e performance.

Os benefícios da cafeína no desempenho físico

Boa forma: a relação benéfica entre a cafeína e performance

Foto: Pixabay

Na performance esportiva, a melhora no desempenho ocorre devido à ação da cafeína no sistema nervoso. A substância é capaz de reduzir a percepção de esforço ao exercício físico e, assim sendo, o indivíduo consegue fazer mais exercício por ter a sensação de ser mais fácil do que é.

O componente químico também aumenta a concentração e o foco nos treinos e competições, além de retardar a fadiga ao poupar os estoques de glicogênio muscular.

O cafezinho ou outras bebidas com cafeína também são aliados de quem deseja perder peso, pois a substância atua na quebra do tecido de gordura, favorecendo a eliminação dos excessos.

Os hormônios liberados durante o exercício, junto com a cafeína, ajuda na quebra das gorduras, e estas passam a ser fonte de energia no lugar dos carboidratos.


Além disso, os antioxidantes presentes na cafeína também ajudam a neutralizar o efeito prejudicial nos radicais livres no organismo.

Nos esportes de resistência, em que o praticante deve realizar esforços durante um longo período de tempo, a cafeína atua na redução da percepção da fadiga e no aumento da atenção e memória.

Já nos esportes de força, como o levantamento de peso, por exemplo, o componente potencializa a contração muscular e ajuda a aumentar a tolerância a dor.

É importante ressaltar que, apesar de todos os benefícios proporcionados pela cafeína, ela deve ser consumida com moderação. Recomenda-se tomar uma xícara entre 30 e 60 minutos antes da atividade física.

Devido ao seu efeito estimulante, a cafeína em excesso pode ser considerada dopping pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). O limite estabelecido é o equivalente a 9 xícara do grão expresso (60ml) ou coado (200 ml).

Contraindicações

A cafeína é contraindicada para indivíduos com problemas estomacais, cardíacos ou de pressão, também para aqueles que têm dificuldade para dormir.

Além disso, todos devem evitar o exagero no consumo da substância.


Reportar erro