Bétula: planta repleta de benefícios

A bétula pode ser usada como remédio natural para uretrite, reumatismo e psoríase. Conheça as propriedades medicinais e os benefícios desta planta.


A bétula, de nome científico betula pendula, é uma planta medicinal pertencente à família Betulaceae, sendo também conhecida como vidoeiro, vidoeiro branco e senhora dos bosques. Trata-se de uma árvore cujo tronco é coberto por uma casca branco-prateada e que cresce em diversas regiões do mundo, incluindo a América do Norte, Ásia e Europa.

Devido às suas propriedades medicinais, as folhas desta planta podem ser utilizadas como remédio natural para uretrite, reumatismo e psoríase.

Propriedades e benefícios

A bétula apresenta uma série de propriedades medicinais, incluindo a sua ação antirreumática, depurativa, antisséptica, anticonvulsiva, diurética, cicatrizante, sudorífica, anti-seborreica, laxante, tônica, anti-inflamatória, antioxidante e estimulante digestiva.

As folhas são antibacterianas e, em conjunto com as propriedades diuréticas, é eficiente para eliminar toxinas do organismo e purificar o sangue, aliviando infecções, inflamações e dores. Devido às suas propriedades medicinais, a bétula é indicada como complemento no tratamento de cólicas renais, uretrite, icterícia, edemas, cistite, dores musculares, psoríase, para prevenir cálculos urinários e renais, irritação da pele, reumatismo, gota, calvície e caspa.

Bétula: planta repleta de benefícios

Foto: Reprodução/ internet

Esta planta costuma ser utilizada, ainda, para curar e aliviar queimaduras, contusões, feridas e eczemas. Durante o banho, ela pode auxiliar no tratamento de erupções cutâneas e na cicatrização de machucados.

As folhas de bétula possuem ação diurética e, por isto, esta planta também entra na composição do chá diurético à base de plantas ou chá herbal para tratar os rins e bexiga.

Esta planta continua sendo estudada, pois há indícios de que a mesma também teria um potencial anticancerígeno. Dentre os constituintes da bétula, estão os flavonoides (derivados da quercetina), taninos, óleo essencial e saponinas.


Como utilizar a bétula?

Para preparar o chá desta planta, leve ao fogo uma chaleira com um litro de água. Após levantar fervura, acrescente três colheres de chá de bétula. Quando estiver fervido, desligue o fogo, coe e adoce a gosto. A indicação de consumo deste chá é de duas a três xícaras ao dia, sempre antes das principais refeições.

Para usar no banho, basta realizar o mesmo procedimento, mas, quando desligar o fogo, deixe esfriar quase totalmente e enxague a região afetada.

Além de ser utilizada como chá, a bétula também serve como ingrediente culinário: a partir de sua seiva, podem ser produzidos um vinagre medicinal, xarope doce e até mesmo cerveja. Também podem ser utilizados os talos secos da árvore para o preparo de farinha, e as suas folhas podem incrementar saladas.

Esta planta pode ser comprada em formato de óleo ou de planta seca, sendo encontrada em algumas lojas de produtos naturais.

Contraindicações e efeitos colaterais

O uso da bétula é contraindicado para grávidas, hemofílicos e pessoas que sofrem com doenças cardíacas ou renais.

Esta planta pode aumentar o risco de hemorragias e o contato com a resina produzida pela árvore pode causar irritação na pele. Durante os meses de setembro e outubro, os polens da bétula podem provocar alergias, em particular a rinite alérgica.

Lembre-se que todo tratamento, natural ou não, deve ser feito sob orientação médica.


Reportar erro