Benefícios e propriedades da arnica

A arnica é um gênero de aproximadamente 30 espécies de plantas perenes e herbáceas, pertencentes…


A arnica é um gênero de aproximadamente 30 espécies de plantas perenes e herbáceas, pertencentes à família Asteraceae. O termo “arnica” significa “pele de cordeiro” e faz uma alusão às suas folhas peludas e suaves. Devido aos flavonoides presentes em sua composição, esta planta possui propriedades medicinais que proporcionam vários benefícios à nossa saúde.

Benefícios e propriedades da arnica

Foto: Reprodução

As propriedades medicinais da arnica

  • Adstringente;
  • Analgésica;
  • Aromática;
  • Anti-inflamatória;
  • Antiespasmódica;
  • Estimulante circulatório;
  • Hipoglicêmica;
  • Hipotensora;
  • Sedativa;
  • Tônico cerebral.

Os benefícios e os usos tradicionais

A arnica é comprovadamente hepatotóxica e nunca deve ser utilizada por via oral. Dentre os usos tradicionais com a planta, podemos citar: combate de hemorragias leves, cicatrização de ferimentos superficiais e tratamento de machucados com hematomas e inflamações. Além de ajudar a eliminar as manchas roxas, a arnica também pode ser utilizada pelas pessoas que sofrem de reumatismo. Na forma de talco, a planta pode ser usada para tratar irritações de pele em bebês; como cosmético, a arnica combate a queda de cabelo e a oleosidade.

Óleo de arnica para hematomas e inflamações

A sabedoria popular da avó e da mãe com relação à arnica possui comprovação científica. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), substâncias presentes na arnica, a inolina e a quercitina, possuem efeito analgésico e anti-inflamatório, colaborando para diminuir o inchaço, as dores e os hematomas. Sendo assim, o óleo ou tintura de arnica é um dos melhores medicamentos para tratamento de machucados com hematomas e inflamações.

Veja a seguir como preparar o óleo e a tintura de arnica.

Tintura especial de arnica

Ingredientes:

– ½ litro de água;
– ½ litro de álcool de cereais;
– 100g de folhas de arnica (secas ou frescas).

Modo de preparo:


Misturar os ingredientes, tampar e deixar descansando em lugar longe da luz por 15 dias. Coar e colocar em um vidro escuro. Aplicar nas região doloridas do corpo, a cada 6 horas.

Óleo de arnica

Ingredientes:

– 7 colheres de sopa de azeite de oliva;
– 100g de folhas secas de arnica.

Modo de preparo:

Misturar os ingredientes e levar ao fogo em banho-maria, com a panela tampada, por 3 horas. Espremer bem o resíduo para retirar o extrato e coar. Para tratar dores musculares e reumáticas, utilize o óleo ainda morno.

Precauções

Como já foi dito, a arnica possui substâncias extremamente tóxicas, sendo assim, o seu uso é apenas externo. Nunca faça chás com as da arnica, pois pode causar vômito, fraqueza, aumento da pressão arterial e dores abdominais.

Nunca tome sol após aplicar a arnica na pele, pois existe o risco de irritação e reações alérgicas. Lembre-se sempre da importância de consultar um especialista antes de iniciar qualquer tratamento!


Reportar erro