Benefícios e malefícios do leite

O consumo do leite na vida adulta apresenta controvérsias por parte dos consumidores, médicos e…


O consumo do leite na vida adulta apresenta controvérsias por parte dos consumidores, médicos e nutricionistas. Existem vários mitos que cercam a bebida, por isso, faz-se necessário esclarecer a respeito de seu consumo, apontando os seus benefícios e malefícios.

Uma equipe multidisciplinar da Universidade de Campinas (UNICAMP), formada por profissionais das áreas de nutrição, biologia, medicina, engenharia de alimentos, química, bioquímica, zootecnia, farmácia e economia, realizou um trabalho de investigação científica, procurando os argumentos favoráveis e contrários ao consumo do leite. O objetivo do estudo é permitir que o indivíduo tenha argumentos para decidir se mantém ou não o leite em sua dieta.

O leite entrou na alimentação humana há mais de 8 mil anos e, durante muitos anos, o leite de vaca (ou cabra) só era consumido pelos bebês cujas mães não puderam amamentar. A maioria das pessoas (crianças e adultos) ainda não havia desenvolvido enzimas necessárias para digerir a bebida, sendo que a sua assimilação foi um processo lento e gradual.


Benefícios e malefícios do leite

Foto: Reprodução

Os benefícios do leite

  • O benefício mais conhecido desta bebida é a sua elevada quantidade de cálcio, mineral essencial na formação e saúde dos ossos, atuando na prevenção de doenças como a osteoporose. Apenas três canecas de leite equivalem a 75% das recomendações nutricionais diárias de cálcio;
  • O leite também é rico em carboidratos, vitamina B12, potássio e fósforo, além de ser uma fonte completa de proteínas de alto valor biológico de fácil absorção;
  • Melhora a restauração muscular;
  • Atua na estimulação do sistema imunológico;
  • Ajuda no controle da pressão arterial;
  • Possui capacidade antioxidante;
  • Cerca de 75% de pessoas no mundo não produzem a enzima lactase, que é necessária para digerir a lactose do alimento;
  • Pode causar alergias em algumas pessoas;
  • Para aumentar a produção, as vacas tomam hormônios do crescimento e antibióticos que acabam no leite. Além disso, o processo de pasteurização, ao mesmo tempo em que elimina bactérias nocivas, acaba também com parte das propriedades nutritivas da bebida.

Os malefícios do leite

  • Cerca de 75% de pessoas no mundo não produzem a enzima lactase, que é necessária para digerir a lactose do alimento;
  • O leite é formador de muco, por isso, o seu consumo é desaconselhável durante resfriados e gripes;
  • Contém gordura saturada, contribuindo para o aumento de peso e do colesterol;
  • Pode causar alergias em algumas pessoas;
  • Para aumentar a produção, as vacas tomam hormônios do crescimento e antibióticos que acabam no leite. Além disso, o processo de pasteurização, ao mesmo tempo em que elimina bactérias nocivas, acaba também com parte das propriedades nutritivas da bebida;
  • O leite é formador de muco, por isso, o seu consumo é desaconselhável durante resfriados e gripes;
  • O consumo deste alimento pode agravar os sintomas da artrite, da artrose, da bronquite e da rinite.

Algumas opções

Para quem não quer retirar o leite da dieta, mas quer evitar os principais problemas, existem algumas opções:

  • Opte por leite orgânico que, apesar de mais caro, não possui hormônios e medicamentos;
  • Alterne o consumo com outros tipos de leite, como leite de soja ou amêndoas;
  • Tente obter o alimento com criadores conhecidos ou diretamente da fonte.

Reportar erro