Benefícios dos brócolis

Com o nome científico de Brassica oleracea, o brócolis é um dos vegetais mais populares…


Com o nome científico de Brassica oleracea, o brócolis é um dos vegetais mais populares no Brasil. Pertence à família Brassicaceae, a mesma do repolho, da couve-flor e do rabanete. Este alimento tão nutritivo é originário da Europa e pode ser considerado antigo, já que relatos de sua existência ocorrem desde o Império Romano. O maior produtor e exportador mundial de brócolis é a China, e o Brasil é um de seus maiores consumidores. Saiba o que faz desse vegetal um elemento tão importante da alimentação.

Benefícios do brócolis

Foto: Reprodução

Propriedades e constituintes

O brócolis é um dos vegetais mais ricos em vitaminas A e C, ácido fólico, cálcio, potássio, selênio e fibras. É considerado um poderoso antioxidante, e possui propriedades anticancerígenas em especial contra câncer de mama, pulmão e cólon. Também é tido como um grande antidiabético, pois regula o açúcar e a insulina na corrente sanguínea.

Benefícios

Muitos chamam o brócolis de super alimento, já que é uma grande fonte de nutrientes e energia com pouquíssimas calorias. Entre alguns dos muitos benefícios do consumo de brócolis está o retardamento do envelhecimento, a melhoria da pele e dos fios capilares, e a prevenção de diversas doenças como gastrites, úlceras e doenças cardíacas.


O brócolis é fonte de proteína magra, sendo fundamental para quem busca emagrecer com saúde, ou ainda ganhar massa muscular magra. O sistema imunológico é fortalecido pelo consumo regular de pequenas porções diárias de brócolis, e os ossos também são beneficiados pelo cálcio e vitamina K presentes no vegetal, os quais evitam doenças como a osteoporose.

Para as gestantes, o brócolis também é muito recomendado, já que o ácido fólico auxilia no processo de formação do feto, além de transmitir para ele os diversos nutrientes que possui e propiciar para a mulher uma gravidez tranquila.

Modo de consumo

Outro grande benefício do brócolis é sua versatilidade. Ele pode ser consumido cru, frito ou cozido, sozinho ou juntamente com saladas, sopas, tortas e alimentos grelhados. Pode ser incluso também para incrementar o gosto de outros alimentos, como carnes, arroz e feijão, de acordo com o gosto individual.


Reportar erro