Benefícios do chá de aroeira

Por Redação

Benefícios do chá de aroeira

Imagem da planta

A aroeira mansa é uma árvore de porte pequeno, que tem muitas propriedades em suas folhas e casca. Sendo usada para diversas aplicações, seja na forma de chá ou até de banhos e compressas.

Esta não deve ser confundida com as aroeiras brancas ou bravas, que causam efeitos adversos como a urticária, edemas e eritemas. Também são espécies de aroeira-mansa: aroeira do campo, almecegueira e lentisco, rasteira, mole e outras.

Historicamente a aroeira foi utilizada pelos jesuítas que, com sua resina, preparavam o Bálsamo das Missões , famoso no Brasil e no exterior. A planta inteira é utilizada externamente como antisséptico no caso de fraturas e feridas expostas.

Propriedades terapêuticas

Anti-diarréica, antileucorreica, adstringente, balsâmica, diurética, emenagoga, purgativa, estomáquica, tônica, vulnerária, anti-inflamatória, fungicida e bactericida.

Indicações Terapêuticas

Azia, gastrite, febre, cistite, uretrite, diarreia, blenorragia, tosse, bronquite, reumatismo, íngua, dor de dente, gota e ciática. 

As folhas da planta são balsâmicas e frequentemente usadas para curar feridas, erisipela, infecções cutâneas causadas por bactérias, entre outras. O chá das folhas é aplicado em compressas nesses casos. Assim também quando o caso é de doenças reumáticas, artrite, distensão de tendões, dores ciáticas e gota, sendo aplicadas massagens ou compressas e banhos bem quentes.

Em infusão ou decocção, este chá pode ajudar em casos de doenças como do trato urinário, problemas com os órgãos digestivos, diarreias entre outras.

Preparo do chá de aroeira

Uso interno:

Adicionar 100 gramas do pó das cascas de Aroeira em 1 Litro de água fervente, tomar 3 a 4 colheres de sopa ao dia. Pode-se adoçar com 01 colher de açúcar ou adoçante ou Fazer a decocção de um litro de água com 3 ou 4 pedaços (20 ou 30g) da casca de aroeira por 15 minutos e, depois de frio, deixar na geladeira e beber durante o dia.

Uso externo:

O chá pode ser usado em banhos e lavagens, de preferência mornos. Para preparar banhos: cozinha-se 1 litro de água com 25g de cascas da planta e toma-se um banho bem quente por quinze minutos, muito utilizado em casos de afecções de pele e reumatismo.

Para fins terapêuticos são utilizados as folhas, cascas e sementes da planta.

revisao-edimir