Atenção gestantes! Chás que podem causar contrações no útero

Durante o período de gravidez, o consumo de certas plantas medicinais pode prejudicar o desenvolvimento do feto e, até mesmo, levar ao aborto


Muitos chás são conhecidos devido às suas propriedades medicinais benéficas, sendo que alguns deles também podem ser bons aliados na hora de estimular as contrações do parto.

Mas justamente por causa de tais propriedades que estimulam as contrações uterinas, algumas ervas são muito perigosas para a saúde da futura mamãe e do bebê.

Durante o período de gravidez, o corpo da mulher fica mais sensível e o consumo de certas plantas medicinais pode prejudicar o desenvolvimento do feto.

A gestante deve ter acompanhamento nutricional de um médico e se assegurar de que nenhuma bebida ou alimento ingerido vá atrapalhar o processo de desenvolvimento do bebê.

Atenção gestantes! Chás que podem causar contrações no útero

Foto: depositphotos

Chás que provocam contrações no útero

Algumas ervas aromáticas, bem como plantas medicinais, devem ser evitadas nas primeiras semanas de gravidez, pois prejudicam o desenvolvimento do feto. Confira alguns chás que devem ser evitados pelas gestantes:

Chá de carqueja

Os chás de ervas são utilizados como medicamentos em diversas culturas mundo afora. No Brasil, eles são classificados como alimento, sendo que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) regula alguns tipos de ervas medicinais que são consumidas em forma de chá, como é o caso da carqueja.


Utilizado para aliviar problemas gástricos e digestivos, o chá de carqueja é contraindicado para gestantes em todos os estágios de gravidez, pois a planta estimula as contrações no útero, podendo levar até ao aborto.

Chá de camomila

Bastante popular devido às suas propriedades calmantes, a camomila é uma planta benéfica à saúde desde que consumida de forma moderada.

No entanto, no caso das mulheres grávidas, a camomila age elevando os níveis de glicina, um aminoácido capaz de aliviar espasmos nos músculos do corpo, auxiliando no relaxamento dos músculos interinos.

Ainda assim, o chá deve ser consumido com cautela. Lembre-se que o melhor é consultar o médico antes de consumir qualquer tipo de chá.

Chá de cravo-da-índia

O princípio ativo do cravo-da-índia estimula o sistema digestivo, combate doenças bacterianas e alivia dores e inflamações.

Apesar dos benefícios citados, esta erva não é indicada para gestantes, principalmente quando próximas do trabalho de parto, uma vez que provoca contrações uterinas muito intensas, mas sem ajudar a dilatar o colo uterino, o que apenas aumentará a intensidade das dores sentidas pela mulher antes do parto.

Chá de canela

O chá de canela estimula a musculatura do útero da mulher, provocando intensas contrações uterinas.


Reportar erro