As propriedades e os benefícios da dulcamara

A dulcamara é utilizada para tratar doenças de pele, verrugas, inflamações nas articulações e outras condições de saúde. Conheça mais sobre essa planta


Solanum dulcamara, popularmente conhecida como dulcamara, é um subarbusto com propriedades medicinais de origem europeia.

Pertencente à família das Solanáceas, este vegetal pode ser encontrado em lugares úmidos e serras, chega a alcançar até 3 metros de altura, possui folhas ovais de coloração verde-escuro e as suas flores são violáceas ou azuis.

A dulcamara também é popularmente conhecida por outras denominações, tais como uva-de-cão, doce-amarga, erva-moura e outras. Trata-se de uma planta conhecida desde tempos antigos, pois os seus frutos secos foram encontrados em uma gargantilha no terceiro túmulo de Tutancâmon. 

As propriedades medicinais da dulcamara

As propriedades e os benefícios da dulcamara

Foto: depositphotos

As propriedades medicinais da dulcamara sempre foram conhecidas e utilizadas para auxiliar no tratamento de diversas condições de saúde, incluindo doenças de pele, verrugas e inflamações nas articulações.

Esta planta apresenta ação febrífuga, expectorante, diurética, sedativa, antirreumática, laxativa, sudorífica, analgésica e antimicrobiana. As suas partes utilizadas são as folhas secas, o suco fresco e a casca dos ramos jovens.

Os benefícios e as indicações de uso

Devido às suas propriedades, a dulcamara pode ser útil no tratamento de vários problemas de saúde. No uso interno, este subarbusto costuma ser utilizado como febrífugo e para auxiliar no tratamento de doenças de pele, reumatismo, icterícia, colite ulcerativa, pneumonia, doenças venéreas, congestão bronquial e bronquite crônica.

No uso externo, a dulcamara é indicada para tratar urticária, psoríase, eczemas e ulceração cutâneas.


A decocção da erva serve para estimular as trocas metabólicas e tonificar o organismo; já o chá feito com a planta favorece o processo de emagrecimento, devido às suas propriedades diuréticas, desintoxicantes e purificadoras do organismo.

No entanto, quem deseja perder alguns quilinhos indesejáveis também deve adotar uma alimentação saudável e balanceada, além de praticar exercícios físicos. É importante ressaltar que não há, até então, qualquer comprovação científica dos efeitos benéficos desta planta.

O chá de dulcamara

Se você deseja aproveitar os benefícios da dulcamara, basta preparar um chá seguindo este procedimento:

Ferva uma xícara da planta em uma quantidade de água durante o período de 30 minutos. Depois, coe as folhas e utilize a água para lavar a pele no caso de problemas de pele, como abscessos, eczemas, psoríase e outros.

Contraindicações e efeitos colaterais

O uso da dulcamara é contraindicado durante o período da gravidez, para mulheres que estão amamentando e crianças.

De acordo com alguns relatos, esta erva é tóxica se for ingerida em excesso. Os seus efeitos colaterais incluem cólicas abdominais, vômitos e distúrbios neurológicos como cãimbras musculares, ansiedade, convulsões e vertigens.

Lembre-se que todo tratamento, inclusive natural, apenas deve ser iniciado sob orientação médica.


Reportar erro