As propriedades do Confrei

Original do centro e norte da Europa e da Ásia temperada, o confrei chegou ao…


Confrei

Imagem: Reprodução

Original do centro e norte da Europa e da Ásia temperada, o confrei chegou ao Brasil na década de 1980 e se adaptou muito bem. É uma planta de fácil e vasto cultivo, mas não consegue sobreviver longe da água. É uma ótima cicatrizante, analgésica e anti-inflamatória planta.

Informações

O confrei é uma planta com propriedades medicinais muito benéficas à saúde do ser humano. Ela é também conhecida por confrey, consólida, consólida-do-cáucaso, consolda, consolda-maior, consolda-menor, capim-roxo-da-rússia, erva-do-cardeal, língua-de-vaca, orelha-de-vaca, orelha-de-asno e orelha-de-burro.

Constituída de ácidos fólico, ascórbico, nicotínico, tânico, galo-tânico e pantatênico. Sem mencionar ainda as vitaminas A, B1, B2, B12, C, E e outros, como o amido, aminoácidos essenciais, carboidratos, caroteno, cálcio, ferro, fósforo, iodo, manganês, potássio, proteínas, zinco etc.

Cuidado!

O confrei é uma planta perigosa e deve ser usada apenas externamente, a não ser sob orientação médica. O uso interno pode provocar intoxicação no fígado, câncer e irritações gástricas. O Ministério da Saúde do Brasil proibiu o uso interno do confrei.


Grávidas não devem utilizar a planta, também as pessoas que têm câncer, por que pode acabar aumentando a lesão.

Propriedades

Indicações

O confrei é indicado para: abscessos, afecções ósseas, bócio, bronquite, cefalalgias, contusão, debilidade, deslocamentos, dores, cortes, febre, feridas, fígado, fissuras, fraturas, furúnculos, gastrite, hematomas, hemorragia pulmonar, hepatite, pele, pressão arterial, queimaduras, picadas de insetos, psoríase, resfriados, reumatismo, rins, sinusite, tosse etc.

Receitas medicinais caseiras

Para úlceras varicosas, feridas, cortes, queimaduras e hematomas:

Em um pilão, coloque 1 colher de sopa de folhas frescas fatiadas ou do rizoma e meio copo d’água. Amasse bem e coe em um pano. Aplique em compressas no local afetado (que deve estar limpo) durante uma semana.

Para úlcera duodenal e estomacal:

Em uma xícara de chá, coloque 1 colher de sopa do rizoma picado e adicione água fervente. Deixe repousar por 10 minutos e coe. Tome uma xícara de chá 2 vezes ao dia, 10 minutos antes das 3 principais refeições.

Para fissuras anais e da mama:

Coloque 3 colheres de sopa de folhas frescas e 3 colheres de sopa de quiabo verde, picadas, em 1/2 litro de água potável. Deixe descansar durante 1 noite e coe. Aplique no local necessário com um algodão, suavemente.


Reportar erro