Aprenda um ‘super’ tratamento contra o reumatismo

Uma planta chamada ulmária possui eficazes propriedades no tratamento de doenças reumáticas, sejam elas de cunho muscular ou articulares. Confira


A planta de nome ulmária, conhecida como “a rainha dos prados”, é uma forte aliada contra o reumatismo. É originária da Europa, e cresce espontaneamente em prados úmidos e margens de correntes de rios. Pode chegar a dois metros de altura, e suas folhas são alternas e pecioladas, com bordas dentadas. As pequenas flores esbranquiçadas se agrupam nos topos.

É utilizada desde o século XVI para aliviar as dores reumáticas. Do mesmo modo que ocorre com o salgueiro, a partir dela foram extraídos os primeiros salicilatos de propriedades antipiréticas (que abaixam a febre), e que mais tarde dariam origem a famosa aspirina. De fato, o próprio nome “aspirina” vem da derivação latina dessa planta, chamada de spiraea ulmaria.

Aprenda um 'super' tratamento contra o reumatismo

Foto: Reprodução/ internet

Composição

Destaca-se pela sua grande riqueza em óleos essenciais, ácidos fenólicos, flavonoides, antocianos e taninos.

Benefícios

Alguns dos princípios ativos dessa planta, ao serem metabolizados, transformam-se em derivados salicílicos de reconhecidas propriedades anti-inflamatórias, antipiréticas e analgésicas. No entanto, além disso, exercem um forte efeito diurético que facilita a eliminação de ácido úrico e ureia. Por isso, é utilizado fundamentalmente para combater os reumatismos musculares, articulares e a gota.

É ainda eficaz no tratamento contra afecções gripais e os processos febris, assim como para evitar edemas e prevenir contra a formação dos cálculos renais. Possui efeito anticoagulante, que contribui na prevenção de tromboembolismos.


Como encontrar?

Geralmente, é encontrada junto à outras plantas, em preparos (mistura para infusão, cápsulas e comprimidos) utilizados como antirreumáticos. No entanto, além disso, pode ser adquirida separadamente, seca e triturada para elaborar infusões, em extrato fluido, e em tinturas.

No tratamento do reumatismo, oferece ótimos resultados quando combinada com harpagófito (garra-do-diabo), a groselha-preta (cassis) e a casca do salgueiro.

Infusão antirreumática

Adicione uma colher de sobremesa cheia com as sumidades secas em uma xícara de água fervendo. Deixe descansar por 10 minutos. Então, coe e beba após as refeições.

Decocção para uso externo

Adicione 25 g de ulmária em um litro de água, e ferva durante 15 minutos. Coe e use em banhos localizados para aliviar as dores reumáticas, tanto as musculares, quanto as articulares. Procure não passar de 10 minutos com esses banhos.

Precauções

Seu uso é contraindicado em casos de alergia aos salicilatos, úlcera peptídica, gastrite, gestação e amamentação. Crianças pequenas não devem ingerir essa planta. Em caso de asma ou de transtornos de coagulação, deve-se procurar um especialista antes de tomá-lo.

No mais, nunca suspenda o tratamento convencional, uma vez que estas plantas funcionam como complemento. Diante qualquer dúvida, aconselha-se que procure um médico antes de iniciar o uso da ulmária.


Reportar erro