Aprenda como pode ser utilizada a planta barbatimão

Por Redação

Barbatimão

(NOMES POPULARES: barba-de-timan; casca-da-mocidade; casca-da-virgindade; iba-timão; ibatimô; chorãozinho-roxo, entre outros) | Imagem: Reprodução

O barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville, Leguminosae) é uma planta do cerrado brasileiro rica em taninos, muito usada por indígenas para o preparo de tinturas para pele. Além de suas propriedades medicinais, entre elas antifúngica, anti-inflamatória, antibacteriana, cicatrizante, etc., a planta também é empregada na construção civil; na produção de sabão, substituindo a soda cáustica; e também no curtume de couro, utilizando-se os taninos da casca. A árvore era muito procurada por prostitutas, já que serve para o tratamento de corrimentos vaginais e outros problemas dessa ordem. O nome da planta teve origem numa expressão indígena que significa “a árvore que aperta”, em virtude de suas propriedades adstringentes.

Também é usada na fabricação de sabonetes medicinais, muito utilizados em tratamentos para a psoríase e outras doenças de pele.

Indicações do barbatimão

Há evidências científicas que apontam que extratos das cascas de barbatimão apresentam as seguintes indicações:

  • antidiabético (hipoglicemiante);
  • anti-hemorrágico;
  • antibacteriano;
  • antidiarreico;
  • antisséptico;
  • depurativo;
  • coagulante sanguíneo;

INFUSÕES E CHÁS DAS CASCAS:

(uso interno)

  • inflamação de garganta; gastrite e úlcera;

COMPRESSAS, GARGAREJO E BANHOS DE INFUSÃO:

(uso externo)

PREPARANDO:

EXTERNO: as cascas, na forma de pó,  são fervidas e o chá pode ser usado para lavagens da área afetada, na forma de banhos de assento, ou pode-se embeber gaze ou algodão e aplicar sobre a ferida.

Decocção de 1 colher de sopa em um litro de água para gargarejos, lavagens vaginais e uterinas,  impingens, etc.

INTERNO: as cascas são utilizadas em infusão para tratamentos de problemas estomacais e diarreias, por exemplo.

DECOCÇÃO: ferva 20 g (2 colheres de sopa) da casca em um litro de água por alguns minutos, depois deixe amornar e utilize. Não há uma dose específica, mas recomenda-se o consumo de uma xícara ao dia até que o problema seja curado.

Contraindicações do uso de barbatimão

  • As sementes e vagens não devem ser usadas por gestantes, tendo em vista que estudos científicos realizados em camundongos verificaram que o extrato dessas partes da planta pode ser abortivo e/ou prejudicar a gestação.
  • Chás da casca, mesmo sem contraindicações, não devem ser ingeridos por gestantes e lactantes sem a supervisão do seu médico.
  • Há um ditado popular que diz que “tudo que é natural não faz mal”. Essa afirmação não é 100% verdadeira. Embora chás, tinturas e outras formas de uso do barbatimão sejam consideradas naturais (isto é, derivados da planta), há uma série de substâncias químicas extraídas da planta que podem exercer efeitos nocivos a longo prazo. Portanto, não é recomendado o uso contínuo e prolongado desses chás e extratos, tendo em vista que podem surgir efeitos colaterais indesejados. Caso isso ocorra, interrompa imediatamente o consumo e procure um médico.

Revisão do texto