Alho e suas seis ‘milagrosas’ propriedades terapêuticas

O alho é indicado contra infecções, para o bem do coração, para reduzir os riscos de derrame, para a circulação, para diabéticos e contra o câncer; confira


O alho é um velho conhecido das receitas culinárias, de gosto forte é excelente para o preparo de vários pratos. Além dessa fama, esse alimento também é popular no que se refere aos benefícios proporcionados à saúde, aproveitados pelos antigos gregos e egípcios, são hoje sustentados pelas pesquisas modernas.

Esse vegetal, se consumido fresco, pode apresentar diversas ações benéficas à saúde humana, entre elas pode-se destacar a luta contra infecções, o auxílio no bom funcionamento do coração, a redução dos riscos de derrame. Além de auxiliar a boa circulação, ajudar no tratamento de diabéticos e ainda minimizar os riscos de câncer. É importante lembrar que os industrializados, como a pasta de alho, alho desidratado ou em pó, não possuem benefícios como o próprio vegetal.

Propriedades terapêuticas do alho

Alho e suas seis 'milagrosas' propriedades terapêuticas

Foto: Pixabay


  1. Ação antibiótica contra agentes infecciosos: Doenças como gripe, resfriado, gastroenterite, afta e herpes labial, não se mantêm por muito tempo e nem se desenvolvem com facilidade em pessoas que costumam consumir o alho diariamente. Uma vez que esse alimento pode suavizar grande variedade de infecções causadas por bactérias, vírus e fungos;
  2. Reduz os altos níveis de colesterol: Comer de um a dois dentes de alho cru é, provavelmente, a forma terapêutica mais ativa desse vegetal. Estudos confirmam que esse efeito diminui o nível de colesterol em cerca de 10%.
  3. Ajuda o sangue a fluir livremente: Uma alimentação gordurosa pode bloquear a passagem do sangue por todo o corpo, levando o paciente a um ataque cardíaco ou a um derrame. Sendo assim, o alho age na liberação dos vasos sanguíneos, bem como dilatá-los e assim reduzir os riscos de coágulos no caminho feito pelo sangue;
  4. Diminui a hipertensão arterial: Quem possui esse problema está sujeito a diversas doenças fatais que atacam o ser humano, por isso estudos com a utilização do alho foram feitos e comprovados. Então, as pessoas que consomem esse vegetal moderadamente apresentam quedas significativas na pressão;
  5. Reduz o nível de açúcar no sangue: Os diabéticos possuem uma série de restrições na alimentação devido ao açúcar que alguns alimentos têm em suas composições. Sendo assim, o alho é um alimento que ajuda a diminuir esses açúcares, controlando as taxas desses pacientes;
  6. Ação anticancerígena: Por possuir uma propriedade chamada quercetina, o alho consegue ser um dos alimentos capazes de agir contra o desenvolvimento de células cancerígenas. Estudos chineses vêm comprovando que quem come mais o vegetal, normalmente, tem 50% menos chances do risco de câncer no estômago do que os que comem menos.

Como consumir o alho?

Especialistas recomendam a ingestão de um a dois dentes de alho por dia, o que equivale a nove gramas. Essa é a quantidade ideal para manter a saúde do corpo humano em dia. É importante ressaltar que o alho fresco é a forma mais eficiente de aproveitar os benefícios terapêuticos desse vegetal. Outra maneira de consumi-lo é exprimindo o dente, pois assim ele libera um óleo também muito saudável.

O aspecto negativo do alho está no resultado final após comer esse vegetal, isso porque após mastigá-lo, ele deixa um extenso mau hálito. Problema que pode ser resolvido facilmente com uma escovação ou com antídotos tradicionais: mastigar salsinha ou grãos de café.


Reportar erro