Alfarroba – Benefícios e propriedades

Nativa da costa do Mediterrâneo, a alfarrobeira, de nome científico Prosopis juliflora, é uma árvore…


Nativa da costa do Mediterrâneo, a alfarrobeira, de nome científico Prosopis juliflora, é uma árvore selvagem que produz uma vagem comestível semelhante ao feijão. A vagem pode ter um tamanho entre 10 e 25 centímetros e demora cerca de um ano para amadurecer. Dentro dela, podemos encontrar entre 10 e 16 sementes de cor parda chamadas de quilates. Estas sementes eram usadas, devido ao seu pouco peso e sua uniformidade, para avaliar o peso das joias. Daí que surgiu o ouro com determinada quantidade de quilates.

Com coloração marrom escura e sabor adocicado, esta vagem é comumente usada pela indústria de alimentos para a fabricação de gomas e espessantes. Da polpa da vagem torrada e moída, é extraído um pó, também chamado de farinha de alfarroba. Pode ser encontrada para comprar em lojas de produtos naturais, mercados e farmácias de manipulação.

Alfarroba - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Alfarroba x Cacau

A farinha da alfarroba é muito usada na substituição do cacau, no entanto, possui uma grande diferença quanto a quantidade de açucares e gordura. O cacau possui um alto teor de gordura que chega aos 23%, enquanto a alfarroba apenas 0,7%. Em contrapartida, o cacau possui 5% de açúcar, enquanto o alfarroba fica entre 38% e 45% de açúcares naturais como a sacarose, glicose e frutose. Ao contrário do cacau, a alfarroba não possui elementos alergênicos ou estimulantes como a teobromina e a cafeína.


Benefícios da alfarroba

Com um valor nutritivo elevado, o alfarroba possui muitas vitaminas. Entre elas, está a vitamina B1 e a vitamina B2, responsáveis por melhorar o funcionamento do sistema nervoso, dos músculos, do coração, da atitude mental e do raciocínio. Além disso, é rica em vitamina A, cálcio, magnésio, ferro, potássio e sódio.

Com uma grande quantidade de fibras naturais, seu consumo ajuda ainda a melhorar o funcionamento do intestino e a proteger a mucosa do órgão, reduzindo a incidência de diarreias, desordens nutricionais e úlceras. Ainda devido à quantidade elevada de fibras, ajuda a combater o colesterol alto e os níveis altos de triglicerídeos, além de controlar a glicemia. Possui ainda propriedades antioxidantes, sendo dessa forma eficaz no combate aos radicais livres e às doenças crônico-degenerativas.

Possui propriedades laxante, saciante, adstringente, afrodisíaca e reguladora da glicemia, trazendo ainda benefícios para quem está seguindo uma dieta e busca o emagrecimento.


Reportar erro