Alecrim – Benefícios e formas de uso

Originário da região do Mediterrâneo, o alecrim (Rosmarinus officinalis L.) é bastante usado na medicina…


Originário da região do Mediterrâneo, o alecrim (Rosmarinus officinalis L.) é bastante usado na medicina caseira, sendo considerado um ótimo fitoterápico, um dos mais completos em termos de benefícios à saúde. É também conhecido por outros nomes, como alecrim de cheiro, alecrineiro e rosmaninho. Além das denominações citadas, o alecrim também é chamado de “erva da alegria”, devido aos óleos essenciais presentes em sua composição, que favorecem a produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem estar.

Além do uso medicinal, o alecrim também é bastante utilizado como aromatizante de ambientes e realçador de sabores de alimentos como assados, carnes, legumes, molhos e pães. Nós encontramos o alecrim à venda em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e em algumas feiras livres.

Alecrim – Benefícios e formas de uso

Foto: Reprodução

As propriedades do alecrim

  • Digestivo;
  • Anti-inflamatório;
  • Diurético;
  • Fortificante;
  • Antiviral;
  • Antibacteriano;
  • Antirreumático;
  • Estimulante;
  • Antisséptico.

Os benefícios e as indicações de uso

Devido às suas propriedades, o alecrim pode ser utilizado para tratar diversas condições de saúde, dentre as quais podemos citar as seguintes: depressão leve, fadiga, enxaquecas e dores de cabeça, gases, má digestão, tosse, bronquite, sinusite, problemas de concentração, gastrite e úlcera estomacal, debilidade cardíaca, asma, coqueluche, gripes, febre, artrite, artrose, cistite, menstruação irregular, cólica menstrual, tensão menstrual (TPM) e outros problemas de saúde.

Como utilizar o alecrim?

Para aproveitar os benefícios proporcionados por esta erva, podemos utilizá-la nas formas de chá, inalação e como tempero.

O chá de alecrim

Ingredientes:

– 1 colher de chá de folhas verdes ou secas de alecrim;
– 250 ml de água de água fervente.


Modo de preparo:

Junte os ingredientes em uma panela e deixe descansar por 10 minutos. Após este período, coe e beba ainda morno. Este chá deve ser tomado de duas a quatro vezes ao dia.

Inalação

Para cada 500 ml de água fervente, utilize duas colheres de sopa de folhas e flores secas de alecrim. Junte os ingredientes e deixe descansar por 10 minutos com a panela tampada. Após este período, coloque a panela sobre um local seguro, uma toalha sobre a cabeça e inspire o vapor pelo nariz e solte pela boca.

Para o tratamento de bronquite e sinusite, é importante fazer a inalação e evitar contato com corrente de ar fria.

Tempero

As folhas ou um ramo de alecrim podem ser adicionados ao preparo de legumes, pães, assados, molhos e carnes.

Efeitos colaterais e contraindicações

Em doses elevadas, o alecrim pode causar irritação gastrointestinal e dor nos rins. Outra recomendação é evitar o seu uso no período noturno, pois pode prejudicar o sono. Esta planta é contraindicada nos casos de gravidez, gastroenterite, epilepsia e problemas da próstata.


Reportar erro