Adote a dieta mediterrânea e diminua o perigo de infarto

O consumo de alimentos que constituem a dieta conhecida como mediterrânea pode proteger o seu coração


O coração é um órgão que pode sofrer muito com os maus hábitos de vida. De acordo com uma avaliação realizada no Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM), dos 1.210.474 óbitos analisados, 28% foram provocados por problemas do aparelho circulatório, incluindo infarto, isquemia e hipertensão.

A boa notícia é que existe um jeito natural de proteger o seu coração: trata-se de uma mudança na sua alimentação, adotando o consumo de alimentos que constituem a dieta conhecida como mediterrânea.

Os benefícios da dieta mediterrânea

Elliot Berry, professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, é um dos responsáveis pela divulgação dos segredos da comida mediterrânea, espalhando as suas descobertas em publicações científicas no mundo inteiro.

Adote a dieta mediterrânea e diminua o perigo de infarto

Foto: depositphotos

De acordo com o artigo de Berry, que foi veiculado no Journal of Cambridge, os alimentos presentes nesta dieta atuam especialmente no coração e no cérebro, melhorando os indicadores de infarto, circulação, obesidade, acidente vascular cerebral, diabetes e até mesmo na recuperação de indivíduos com câncer.

A dieta mediterrânea conta com alimentos como trigo, castanha, frutas, azeite, vinho tinto e peixes, proporcionando os benefícios de todos os tipos de nutrientes necessários à nossa saúde.

Os alimentos da dieta mediterrânea

O médico Carlos Schilischka, investigador do poder dos nutrientes e consultor da Jolivi, revelou quais são os alimentos e nutrientes que podem operar verdadeiros milagres na nossa saúde e nos livrar de qualquer perigo de infarto.

Confira a seguir:

Romã

adote-a-dieta-mediterranea-e-diminua-o-perigo-de-infarto

Fotos: Pixabay


Esta fruta contém propriedades antioxidantes potentes que reduzem o risco de inflamações, colesterol ruim e câncer. Você pode aproveitar os benefícios da romã por meio da ingestão de 50 ml de suco da fruta por dia.

Figo

adote-a-dieta-mediterranea-e-diminua-o-perigo-de-infarto-2

Fruta rica em minerais e fibras naturais, além de vitaminas e minerais como cálcio, ferro e magnésio.

Uvas

adote-a-dieta-mediterranea-e-diminua-o-perigo-de-infarto-5

O médico recomenda o consumo in natura em vez do suco de uva. O vinho também é indicado, desde que com moderação – no máximo uma taça por ocasião.

Azeite extravirgem

adote-a-dieta-mediterranea-e-diminua-o-perigo-de-infarto-3

Este alimento milenar reduz o colesterol ruim e protege o coração. Além disso, o Dr. Schilischka afirma que já existem evidências de que o azeite extravirgem também atua sobre os ossos, no controle do diabetes e no processo de emagrecimento.

Castanhas

adote-a-dieta-mediterranea-e-diminua-o-perigo-de-infarto-4

As castanhas apresentam elevadas concentrações de fibras, vitamina B, magnésio e outras substâncias antioxidantes. O alimento amplia a elasticidade dos vasos sanguíneos e diminui o risco de entupimentos que originam os infartos e derrames.


Reportar erro